FAQ

Atualizaremos o FAQ  de acordo com as demandas da comunidade Villa.

Quando será o início das atividades presenciais?


Entendemos que o retorno só é possível quando houver orientações legais que direcionem o início das atividades presenciais com segurança. Até agora, não há essa orientação, no entanto, o Villa já vem se preparando para o retorno com o intuito de garantir a máxima segurança da nossa comunidade: alunos, colaboradores e famílias.




Os alunos terão aulas presenciais todos os dias?


Não. Seguindo as orientações oficiais, um escalonamento foi organizado de forma a reduzir o fluxo de alunos e garantir o distanciamento social necessário na primeira etapa do retorno. Nesse período, ofereceremos aulas presenciais e não presenciais, sendo que as aulas presenciais também serão transmitidas ao vivo. As famílias deverão ficar atentas aos comunicados que serão enviados via IsCool App e Teams. Neles, constarão as divisões das turmas, bem como os nomes dos alunos que irão compor cada divisão e cronogramas de revezamento das aulas.




Qual será o distanciamento praticado na escola?


Em ambientes fechados e abertos, praticaremos o distanciamento de 1,5 m, conforme recomendado pelas autoridades oficiais.




A capacidade das salas de aula permanecerá a mesma?


Não. Assim como em toda a escola, as salas de aula foram reorganizadas para garantir o distanciamento social exigido pelos órgãos oficiais e que garanta a segurança dos alunos. Dessa forma, houve redução na capacidade das turmas de acordo com o tamanho das salas, atendendo também ao escalonamento que será praticado.




Quando não devo levar o meu filho na escola?


Quando observar qualquer anormalidade, como: -Tosse. -Febre. -Coriza. -Dor de garganta. -Dificuldade para respirar. -Perda de olfato (anosmia). -Alteração do paladar (ageusia). -Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia/dor de barriga). -Cansaço (astenia). -Diminuição do apetite (hiporexia). -Dispneia (falta de ar). Etc. Fonte: Ministério da Saúde




Qual será a temperatura máxima permitida para entrada na escola?


Haverá aferição de temperatura de todos os usuários em todas as entradas de acesso à escola. Aqueles que apresentarem sintomas de gripe e/ou temperatura acima de 37,5 °C não serão autorizados a entrar nas dependências da escola.




Alunos e colaboradores com sintomas de gripe podem acessar a escola?


Não. Qualquer usuário com temperatura acima de 37,5 °C ou sintomas de gripe será impedido de acessar a escola. Os alunos desacompanhados que forem impedidos de acessar serão direcionados a um local específico onde deverão aguardar a chegada do responsável.




O meu filho foi detectado ou está com suspeita de COVID. O que faço?


Procure orientação médica e informe imediatamente a escola para que o Plano de Contingência para casos suspeitos e confirmados seja implantado. O aluno não deve comparecer à escola por pelo menos 14 dias após o início dos sintomas, ou mediante apresentação de teste RT-PCR negativo.




Como serão identificados casos suspeitos e confirmados de contaminação por COVID-19?


Serão considerados casos confirmados aqueles alunos, responsáveis e colaboradores que apresentarem teste laboratorial COVID positivo. Serão considerados casos suspeitos aqueles alunos, responsáveis e colaboradores que apresentarem temperatura acima de 37,5ºC, sintomas gripais ou qualquer anormalidade, e/ou que tiveram contato direto com casos confirmados ou suspeitos. Diariamente, alunos, responsáveis e colaboradores responderão a uma pesquisa ativa e passarão por aferição de temperatura na entrada da escola, para identificação de casos suspeitos. Todos os casos serão acompanhados pela equipe de saúde e pelo comitê de crise, sob a supervisão de uma enfermeira exclusiva com experiência na execução e acompanhamento dos protocolos de saúde para COVID-19.




O que acontece se algum colaborador for detectado com COVID?


O colaborador deverá procurar orientação médica e não poderá comparecer à escola, que adotará o Plano de Contingência para casos suspeitos e confirmados. O colaborador só será autorizado a retornar às atividades presenciais após 14 dias do início dos sintomas e mediante apresentação de teste RT-PCR negativo.




Faço parte do grupo de risco. Como proceder?


O aluno ou colaborador que fizer parte do grupo de risco deve procurar orientação médica para recomendações. Caso seja orientado a permanecer em isolamento social, o colaborador ou aluno deve comunicar à escola, que dará as orientações específicas para o desenvolvimento de suas atividades de modo remoto.




O que preciso providenciar para o meu filho para o retorno às aulas presenciais?


Educação Infantil: O acesso às salas de aula da Educação Infantil só será permitido sem sapatos. Solicitamos que as crianças venham calçadas com sandálias ou sapatos de fácil retirada para facilitar este processo. Da mesma forma, indicamos o uso de meias antiderrapantes. É importante que as crianças tragam duas meias para cada dia, dentro de um saco plástico. Máscaras: Todos os alunos a partir de 2 anos deverão trazer máscaras reservas para troca diária. Os alunos da Educação Bilíngue devem trazer pelo menos 5 máscaras extras para troca diária. Os alunos do ensino regular devem trazer pelo menos 4 máscaras extras. Solicitamos que as máscaras extras sejam armazenadas em recipiente ou saco plástico adequado e higienizado. Da mesma forma, os alunos devem trazer um recipiente ou saco plástico devidamente marcado para o armazenamento das máscaras usadas. Álcool em gel: Todos os alunos devem portar o seu próprio recipiente de álcool em gel individual na mochila. Squeeze/garrafinha de água: Todos os alunos devem trazer para a escola uma garrafa de água, que será abastecida ao longo da rotina. Identificação dos materiais de uso pessoal: Para a melhor organização e higienização dos materiais de uso pessoal, solicitamos que todas as mochilas, os calçados, as meias (para os alunos da Ed. Infantil), as garrafas de água e os recipientes para guarda das máscaras limpas e usadas sejam devidamente identificados, contendo o nome completo do aluno, bem como o seu grupo/série. Sacos organizadores: Solicitamos que cada aluno (da Educação Bilíngue e Villa Club) traga na mochila 3 sacos organizadores (qualquer tipo de saco plástico), para que possamos embalar os materiais usados na escola de volta para casa.




É obrigatório o uso de máscaras? Como deve ser feito o uso?


O uso da máscara é direcionado aos alunos a partir de 2 anos e para todos os colaboradores, responsáveis e visitantes. Não será permitido o acesso às dependências da escola sem o uso da máscara. A máscara deve ser utilizada durante todo o tempo em que permanecer nas dependências da escola. Os alunos deverão portar máscaras extras para troca a cada 3 horas. Acesse os infográficos no menu de Comunicados para orientações de como usar a máscara.




Que tipo de máscara é permitida ao entrar no Villa?


São permitidas máscaras de pano ou descartáveis, conforme orientação das autoridades oficiais. Cada tipo de máscara deve seguir a recomendações específicas quanto à troca, higienização e/ou descarte.




Como será o controle da troca de máscara?


A troca de máscara na Educação Infantil e no Ensino Fundamental Anos Iniciais acontecerá após os horários do lanche, intervalo/parque, almoços e antes da saída, ou quando for identificado que estão úmidas, sob a supervisão dos professores, auxiliares e equipe do Segmento. Os estudantes do Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio têm autonomia para realizar a troca de máscara. Todos serão orientados quanto à necessidade de substituição e aos cuidados com o manuseio. Além disso, os docentes e todo o corpo técnico do Villa estarão atentos aos intervalos de troca de máscaras preconcebidos pelos protocolos sanitários. Os alunos deverão portar máscaras extras em suas mochilas, para troca a cada 3 horas ou quando estiverem úmidas. Sugerimos o mínimo de 5 máscaras para os alunos da Educação Bilíngue e 4 para os alunos do turno Regular. Todas as máscaras extras devem estar armazenadas em recipiente ou saco plástico adequado, higienizado e identificado com o nome do estudante. Para aqueles que optarem pela máscara descartável, foram instaladas lixeiras para descarte exclusivo de máscaras usadas. Para aqueles que optarem pela máscara de pano, as máscaras sujas devem ser guardadas em recipiente ou saco plástico adequado e identificado com o nome do aluno.




Existe algum procedimento específico que devo seguir quando meu filho chegar em casa depois que voltar da escola?


Orientamos que as famílias sigam todos os protocolos de segurança e higienização recomendados pelos órgãos oficiais de saúde. É importante que, ao chegar em casa, os alunos tomem banho e troquem a roupa, acondicionando a roupa suja em lugar adequado. Todos os materiais utilizados na escola também devem ser higienizados: mochila, calçados e outros materiais de uso pessoal.




Como devo higienizar os materiais do aluno?


Os materiais dos alunos devem ser higienizados, diariamente, antes de serem encaminhados para a escola e ao chegar em casa. A higiene deve ser feita de acordo com as recomendações dos fabricantes para cada tipo de material, podendo ser com água e sabão, álcool 70% ou outro produto recomendado.




Os alunos terão acesso a álcool em gel?


Sim. Além de instalar novos lavatórios para higienização das mãos no acesso à escola, dispensers automáticos de álcool em gel foram instalados e estão distribuídos por todo o campus.




De que maneira a escola organizará o acesso dos alunos nos momentos de chegada e saída, a fim de evitar aglomerações?


Respeitando os protocolos oficiais publicados e os nossos protocolos internos, reestruturamos os horários de entrada, saída e intervalos de forma escalonada. Os novos horários asseguram as regras de distanciamento social e serão devidamente publicados nos nossos canais de comunicação. Os fluxos de entrada e saída, desde o estacionamento às catracas, escadas e elevadores, foram demarcados e organizadores indicam portas exclusivas de entrada e saída para cada Segmento. Antes de ingressar nas catracas, todos os usuários terão suas temperaturas aferidas, e aqueles que apresentarem temperatura superior a 37,5 °C ou sintomas de gripe serão impedidos de acessar. Só será permitido o acesso de um pai ou responsável por aluno e apenas para alunos da Educação Infantil ao 1º ano do Ensino Fundamental Anos Iniciais. O uso do cartão de acesso será obrigatório para todos os usuários.




Os elevadores continuarão funcionando?


O uso dos elevadores será permitido somente para portadores de deficiência física e alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental Anos Iniciais. Os elevadores ficarão limitados a 4 usuários por vez, conforme demarcações no piso.




Como irá funcionar o estacionamento?


Orientadores de tráfego sinalizarão os locais para estacionar de forma a reduzir o contato entre os usuários. O serviço de manobrista estará suspenso e houve redução de vagas no estacionamento interno. Orientamos que respeitem a ordem de chegada a fim de garantir o distanciamento dentro da garagem. Foram instalados lavatórios extras e dispensers de álcool em gel nos estacionamentos e os fluxos para pedestre foram demarcados.




Precisaremos de cartão de acesso para entrar na escola?


Sim, manteremos nosso sistema de segurança com controle de acesso através de cartões. Desde o primeiro dia do retorno às atividades presenciais, todos os usuários precisarão do cartão de acesso para entrar na escola. . Para alunos cujos cartões foram extraviados, é importante que o responsável faça a solicitação de nova via no sistema WE para que um novo cartão seja confeccionado, antes do retorno às aulas presenciais. Os alunos sem cartão de acesso não poderão acessar a escola.




Os colaboradores e alunos que utilizam ônibus para ir à escola tem algum protocolo especial?


A orientação é que a troca do fardamento aconteça apenas na escola. Para isso, foram instalados prendedores nas portas dos banheiros para facilitar a troca do fardamento.




Os alunos poderão utilizar transporte escolar?


Sugerimos que evitem transportes coletivos e, quando estritamente necessário, solicitem à empresa que reserve assentos fixos para cada criança, intercalando assentos ocupados e livres, respeitando as regras de uso obrigatório de máscara conforme idade, orientando de forma sistemática as crianças a evitarem tocar nas superfícies, mantendo o veículo bem ventilado, com janelas abertas sempre que possível. Os transportes devem oferecer álcool em gel para uso ao adentrar e ao sair do veículo, manter registro de viagens para fins de eventual investigação de contatos de casos suspeitos e manter rotina de higienização e limpeza do veículo entre viagens, conforme normas das autoridades oficiais.




Como será o horário do intervalo e lanche?


Cada série terá horário e espaço específico para o intervalo e lanche. Nesses ambientes, o distanciamento social também será organizado. Respeitando o nosso protocolo para a retomada das atividades presenciais, que cumpre, rigorosamente, as orientações oficiais já publicadas, os intervalos ganharam uma nova configuração e privilegiam atividades que provocam interação, movimento e alegria. Dessa forma, para cada Segmento, estruturamos como segue: Educação Infantil – Os alunos poderão levar brinquedos para a escola, tornando os horários livres, após o lanche (que acontecerá em sala de aula), mais divertidos. Dentro da rotina diária, os pequenos terão momentos de parque e atividades na área externa, sempre respeitando o escalonamento que assegura o distanciamento social, necessário para este momento. Ensino Fundamental Anos Iniciais – O lanche deverá acontecer em suas respectivas salas de aula, dentro de um horário fixo, estabelecido para todo o Segmento. Dentro da rotina, cada turma terá 30 minutos para o livre brincar. Este momento acontecerá em espaços distintos, organizados por séries, a saber, Quadra e parque do 2º pavimento (1º e 2º anos), Térreo e Solário (3º ano) e S2 (4º e 5º anos). Os alunos poderão trazer brinquedos para tornar os seus intervalos mais divertidos. Ensino Fundamental Anos Finais – Os intervalos acontecerão em horários e espaços previamente determinados, estabelecidos na rotina. A gestão do Segmento irá propor atividades lúdicas, como: Amarelinha, sala de fruta, intervalo musical estilo festival, quizzes, Minecraft Education e outros. Ensino Médio – Os intervalos acontecerão em horários e espaços determinados, estabelecidos na rotina. A gestão do Segmento irá propor atividades lúdicas, intervalo musical, jogos eletrônicos de interação e outros.




Preciso conversar com a orientadora educacional sobre o meu filho. Como será o atendimento?


Para darmos continuidade ao nosso diálogo de maneira personalizada, os atendimentos serão exclusivamente realizados de modo on-line, pelo Teams, inclusive os Plantões Pedagógicos previstos em calendário.




O bosque ficará aberto?


Sim. No entanto, todas as regras de distanciamento também serão aplicadas.




A piscina continuará funcionando?


Não. Durante a fase inicial de retomada das atividades presenciais, a piscina permanecerá fechada e todas as atividades continuarão suspensas.




Como funcionarão os banheiros?


As salas da Educação Infantil já possuem banheiros individuais e o uso é exclusivo dos alunos da turma. Nos banheiros coletivos, o limite de ocupação foi reduzido para 4 pessoas por vez, e os protocolos de higienização e limpeza foram intensificados.




Como acontecerão os aniversários na escola?


Será suspensa, provisoriamente, a comemoração de aniversários na escola.




Haverá Educação Física?


Sim. No entanto, ficarão suspensas as atividades de interação coletiva ativa, como esportes de contato. Neste caso, as atividades individuais de Corpo e Movimento são não apenas possíveis, como fortemente indicadas. Ressaltamos que os cumprimentos das habilidades planejadas serão atendidos buscando apenas uma reorganização das propostas de aulas e atividades e utilizando os procedimentos recomendados pelos protocolos sanitários.




O restaurante continuará funcionando?


Sim. O restaurante funcionará com escalas para evitar aglomerações. O serviço de buffet foi adaptado, e as mesas coletivas foram reorganizadas com limitação de ocupantes e divisórias, além de novos procedimentos de higiene e segurança para todo o ambiente. Não será permitido o acesso de pais, responsáveis e visitantes aos restaurantes.




As lanchonetes continuarão funcionando?


Sim. As lanchonetes funcionarão com reorganização dos espaços para garantir o distanciamento social necessário. Além disso, novos procedimentos de higiene e segurança foram implantados, e o acesso de pais e/ou responsáveis será limitado.




Como vamos conhecer todos os protocolos da escola?


Construímos um programa de formação que abrange colaboradores, alunos e famílias, de forma a garantir que todos conheçam e entendam os novos procedimentos adotados na escola. Além disso, criamos este site onde publicaremos de forma periódica e atualizada todas as informações sobre o retorno às atividades presenciais no Villa.




Como o Villa irá garantir a higienização sistemática dos espaços da escola?


Novos protocolos de higienização foram implantados em toda escola. Superfícies, como maçanetas das portas, corrimãos, catracas, botões dos elevadores e banheiros, terão maior periodicidade de higienização. Todos os novos procedimentos são orientados pela equipe técnica do Dr. Roberto Badaró e pelas notas técnicas da Anvisa. A equipe foi treinada nos novos procedimentos e agora utiliza equipamentos e produtos específicos. Uma nova rotina para toda a equipe de limpeza e manutenção também foi implantada.




O ar na sala de aula é seguro?


O Villa já conta com sistema de renovação de ar em todas as salas de aula e, dentro da rotina, foram planejados momentos específicos para o procedimento de aeração, quando os alunos sairão das salas de aula.




Como será o procedimento de higienização dos banheiros?


A frequência de limpeza e higienização foi intensificada e novos procedimentos de limpeza foram adotados.




Haverá higienização dos calçados dos alunos?


Em todos os acessos da escola foram instalados tapetes sanitizantes para desinfecção dos solados dos sapatos. Na Educação Infantil, o acesso às salas de aula deverá ser feito sem os sapatos.




Como ficará o calendário de 2020?


Uma incerteza completamente compreensível dos familiares, alunos, professores e, claro, da escola, está no calendário. Não é para menos! Por isso, o Villa esteve desde o início do ensino não presencial, muito atento a esse assunto. As aulas ministradas durante o período remoto, por exemplo, tiveram início após uma semana de suspensão do modelo presencial. No ensino remoto, a partir da plataforma TEAMS, as atividades síncronas e assíncronas foram planejadas para cumprir o plano curricular do Villa, atendendo a todos os objetivos e habilidades de aprendizagem para o ano letivo vigente. Apesar de todo o calendário letivo passar por uma revisão da Diretoria Pedagógica a cada novo decreto ou resolução, temos a mais absoluta segurança do que planejamos para os períodos futuros. Escolhemos, no entanto, informar o calendário do mês até o dia 15 do mês anterior, justamente pela volatilidade das informações durante esse período. Desta forma, assim que for publicada a data de retorno às atividades presenciais, divulgaremos o calendário ajustado e completo para o ano de 2020. Estamos atentos!




O que acontece com os alunos que por algum motivo não possam ir à escola?


Há famílias que, por orientação médica ou outro motivo, não poderão encaminhar os seus filhos para a escola e, para atendê-las, o Villa irá oferecer as aulas presenciais e não presenciais (síncronas e assíncronas) para que todos os alunos acompanhem devidamente o nosso Programa de Educação e, com isso, cumpram a carga horária exigida para o ano letivo de 2020. Reforçamos a importância das famílias acompanharem os alunos que permanecerão em casa. O cumprimento das atividades deliberadas pela escola é fundamental para o registro das evidências de aprendizagem.




De que maneira a escola avaliará os avanços e dificuldades/perdas pedagógicas dos alunos, durante as aulas on-line?


Para a Educação Infantil e o 1º ao do Ensino Fundamental Anos Iniciais, o processo de avaliação ocorrerá de forma contínua embasado nas evidências de aprendizagem, plantões pedagógicos individuais com alunos e observação da participação dos mesmos em sala de aula, dessa forma a aprendizagem será descrita e compilada em fichas avaliativas e portfólios digitais de grupo. Em nosso Plano de Retorno às Aulas Presenciais, prevemos ações para uma avaliação diagnóstica alinhada ao nosso Projeto Político Pedagógico, que contemplará objetivos de aprendizagem específicos para cada grupo.  Do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental, independentemente de as avaliações estarem acontecendo de forma processual no Villa em Casa, faremos atividades diagnósticas nas primeiras semanas de aula, contemplando os objetos do conhecimento trabalhados durante o ano para identificar possíveis pontos no currículo a serem retomados. No Ensino Fundamental Anos Finais e Médio, o processo de reorientação e ajustes nas rotinas dos alunos tem acontecido durante todo o Villa em Casa, com a revisão das práticas pedagógicas, ajustes nas intervenções didáticas e melhorias tanto na intencionalidade pedagógica quanto nas avaliações.




Os docentes realizarão alguma capacitação específica para potencializar o ensino híbrido?


Em nosso calendário de formações de todo corpo técnico, já havíamos verticalizado nossos conhecimentos acerca das dimensões curriculares do Villa, que já dispõe em suas diretrizes as metodologias ativas. Após sermos convocados ao isolamento social em função da pandemia de
COVID-19, nossas formações foram relacionadas ao uso das ferramentas digitais que nos serviriam de suporte no modelo de ensino remoto que ora se instalava, desenvolvendo as competências dos nossos professores na gerência e aplicabilidade nas aulas, bem como metodologias e conceitos do ensino remoto. Em maio, tratamos sobre o Tripé de Sucesso, entendendo a articulação da fluência digital, das expectativas e evidências de aprendizagem. No mês posterior, da Educação Infantil ao Ensino Médio, tratamos sobre o tema Ensino Híbrido, com vistas a uma proposta de ensino que orquestra o formato presencial e on-line da educação. O conjunto dessas formações coletivas, somadas às formações individuais que acontecem, semanalmente, entre cada professor(a) e o(a) seu(sua) respectivo(a) coordenador(a), amplia nossas reflexões acerca do fazer pedagógico, ao passo que prepara, de maneira consistente, o nosso corpo docente para atravessar as adversidades impostas com mais segurança e assertividade. Na mesma esteira de pensamento, colocamos nossos holofotes no planejamento pedagógico. Revisar o planejamento prévio, desenhado ainda no ano de 2019, com a expectativa de aplicabilidade em 2020, tornou-se uma necessidade primária para garantirmos a qualidade pedagógica de nossa instituição.




As lanchonetes continuarão funcionando?


Sim. As lanchonetes funcionarão com reorganização dos espaços para garantir o distanciamento social necessário. Além disso, novos procedimentos de higiene e segurança foram implantados, e o acesso de pais e/ou responsáveis será limitado.




Como será a retomada dos esportes e das aulas de Teatro?


A empresa terceirizada responsável pelo serviço de esportes no Villa, Movimento, aguarda as orientações das autoridades oficiais a serem publicadas através de protocolo específico previsto na 3ª fase do Plano de Retomada da cidade de Salvador para apresentar ao Villa a proposta de retomada das atividades esportivas.

As aulas de Teatro serão retomadas 15 dias após o retorno das atividades presenciais no Villa. Um novo protocolo para execução das aulas foi implantado pela direção do curso Ato, e as aulas acontecerão no Foyer do Teatro da Cidade.




Como será a aula on-line para as famílias que optarem por permanecer em isolamento?


As aulas presenciais serão transmitidas ao vivo, através do Teams, para os alunos que permanecerem em isolamento social. A interação entre os alunos e os professores acontecerá através de áudio ou ativando a funcionalidade “levantar a mão”, disponível no Teams.




Como as turmas serão organizadas para garantir o distanciamento social?


Para garantir o distanciamento social dentro da sala de aula, foi feito um escalonamento de alunos, de acordo com as turmas e o tamanho de cada sala, estabelecendo a distância de 1,5 m, recomendada pelas autoridades de saúde, entre as carteiras dos estudantes.

Assim, a capacidade de ocupação de cada turma foi reorganizada e, em breve, nós comunicaremos a organização e o cronograma dos novos grupos de alunos, por turma.




Serão realizados testes sorológicos nas crianças ou colaboradores antes das aulas?


Todos os nossos colaboradores serão testados e toda a comunidade responderá a uma pesquisa (anamnese) sobre seu estado de saúde antes do retorno às atividades presenciais. A partir desses procedimentos, faremos um mapeamento do perfil epidemiológico da nossa comunidade. Após o retorno às atividades presenciais, faremos, periodicamente, o mesmo levantamento sobre a saúde dos alunos, colaboradores e familiares.